São Bernardo é a melhor cidade para investimentos imobiliários


São Bernardo é a melhor cidade para investimentos imobiliários segundo estudo, Santo André fica na terceira posição.

         Segundo estudo da consultoria Prospecta Inteligência Imobiliária divulgado em fevereiro/2015 na revista Exame, São Bernardo do Campo é a cidade com mercado imobiliário mais atrativa do Brasil, a cidade do grande ABC aparece no topo da lista de 100 cidades com no máximo um milhão de habitantes, em segundo lugar vem a cidade de Campo Grande no Mato Grosso do Sul e em terceiro a cidade de Santo André, deixando assim o grande ABC paulista em evidência para investimentos no potencial mercado imobiliário no ano de 2015.
            O estudo que leva em consideração diversos fatores tem como fundamento “... conduzir os investidores e empresários a lugares que são atrativos, mas ninguém está olhando.”, afirma Cristiano Rabelo diretor de novos negócios da Prospecta.  O estudo que foi realizado com 94% das cidades do país, deixando de fora as cidades mais populosas, devido os níveis de saturação do mercado, justamente para dar destaque para as regiões que estão com crescimento latente, onde estão as maiores oportunidades reais de investimento, conclui Rabelo.


Ranking das melhores cidades do Brasil para se investir em imóveis


            O estudo buscou avaliar o potencial imobiliário a partir da demanda, indo na contra mão das características atuais que tem como referência a análise de dados que já ocorreram para assim poder se gerar uma oferta, “O mercado está acostumado a olhar atratividade pela oferta, nós queremos dar esse contraponto pela ótica da demanda, uma vez que a demanda é que decide o que comprar, quando comprar e onde comprar”, afirma Cristiano Rabelo.

            Com isso podemos concluir que o estudou apontou que o grande ABC paulista tem um alto potencial para investimentos imobiliários de todos os padrões, desde residências de baixo custo direcionado para pessoas de baixa renda em busca do sonho da casa própria, até grandes empreendimentos comerciais de diversas áreas de atuação, a região apresenta um cenário promissor no ramo imobiliário para o ano de 2015.
            Todo o trabalho de desenvolvimento dos cálculos e de seleção e agrupamento das variáveis foram coordenados por Juliana Oliveira, gerente de projetos da Prospecta e mestre em economia aplicada, e Thiago Tito, que atua nas análises estatísticas e demográficas da Prospecta e é mestre em geografia. 

As fontes utilizadas para o estudo contemplam instituições como Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), Ministério do Trabalho, Associação Brasileira de Estudos Populacionais, Data SUS e Onmaps-Geofusion.


Compartilhe nas Redes Sociais:

0 comentários